terça-feira, 27 de dezembro de 2011

Memorial de Leitura

Ler é mergulhar profundamente em um oceano repleto de letras que nos levam diretamente a um mundo letrado sem fim... ora viajando através do real ora viajando através do fictício. Mas o que falar sobre a leitura? Complicado, não acha?
Quando olho para trás, não consigo lembrar o momento exato do meu primeiro contato com esse universo encantador. A única lembrança que me vem à mente é que quando eu comecei a estudar, adorava "ler" gibis. Mesmo não sabendo ler, pois apenas estava começando a colocar no papel os primeiros rabiscos, ficava só observando atentamente todas as ilustrações coloridas que faziam parte desse livro mágico e fascinante. Com a aquisição da alfabetização passei a participar intensamente dessas histórias de uma forma única e indescredível. Descobri as palavras, ou melhor, o sentido da vida. Esse tipo de leitura marcou toda a minha infância, inclusive os personagens inesquecíveis que rodeiam o mundo dos quadrinhos. Quem não sonhava em ser um dos heróis?
Mais tarde, já no ginásio, nos anos finais do Ensino Fundamental, passei a ter contato com os mais diversos tipos de escritas, não por opção, por obrigação de leitura escolar, mas que realmente era um prazer ler aquelas histórias magníficas. Esses livros eram recontados, na maioria das vezes, através de encenação. Estou falando da coleção "Vaga-lume", em especial o famoso "Escaravelho do Diabo", de Lúcia Machado de Almeida. Um livro marcante e inesquecível, cheio de mistérios. Cito também: Sozinha no Mundo e o Mistério do Cinco estrelas, ambos de Marcos Rey, Menino de Asas, de Homero Homem, dentre outros. São excelentes autores que criaram histórias maravilhosas com personagens que povoaram a nossa imaginação, envolvidos nas mais diversas situações de perigo, suspense e ação. Todos os livros vinham acompanhados de um folheto, no melhor estilo de interpretação de texto formulado de maneira criativa e muito interessante. São livros que colaboraram no desenvolvimento da minha paixão pela leitura.
Quando cursei o Ensino Médio eu deparei com alguns livros que a princípio não entendia direito, todavia, com o passar do tempo tornaram-se "livros de estimação", registro em especial algumas obras como A Moreninha, de Joaquim Manuel de Macedo, O Guarani, Iracema e Senhora, de José de Alencar, O Cortiço, de Aluísio Azevedo e Dom Casmurro, de Machado de Assis.
Foi esse interesse pelos livros e na tentativa de conhecer a fundo o poder das palavras que me levou para o curso de Letras, objetivo concretizado no ano de 2003. No ano seguinte a realização de outro sonho a pós-graduação em Língua Portuguesa e Literatura.
Através do envolvimento com a leitura pude perceber que ela é um mistério cheio de enigmas que nos sugam suavemente para dentro das palavras e, que aos poucos, nos transformam em um ser capaz de decifrá-la minuciosamente todos os seus significados, permitindo assim, uma sensação de poder perante tantas escritas.
Hoje sinto-me realizado por viver em mundo letrado capaz de nos levar a lugares que jamais poderíamos ir com as nossas próprias pernas...
... Atualmente estou cursando Técnico em Mineração, adquirindo conhecimentos novos e surpreendentes.
... ainda faltaram muitas coisas para serem contadas, apenas ficarão guardadas comigo...

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Bauxita: da extração ao alumínio

video

Empresa Fictícia: Estofados Miraí - Diagrama de Pareto, Fluxograma, Dados Quantitativos e Qualitativos e Organograma

Trabalho apresentado pelo aluno Thiago de Meira Rezende ao professor Tarcísio, da disciplina Organização do Trabalho.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Recursos Minerais

Trabalho apresentado pelo aluno Thiago de Meira Rezende ao professor Alexandre Resende, da disciplina Mineralogia e Petrografia.

Tipos de Peneiras: Característica e Utilização

Trabalho apresentado pelo aluno Thiago de Meira Rezende à professora Érika Cibeli Mendes, da disciplina Beneficiamento.

Capa e Lapa, Batólito, Paredes ou Contatos

Trabalho apresentado pelo aluno Thiago de Meira Rezende ao professor Márcio Greick, da disciplina Pesquisa Mineral.

Principais equipamentos de um Gemólogo

Trabalho apresentado pelo aluno Thiago de Meira Rezende ao professor Alexandre Resende, da disciplina Mineralogia e Petrografia.

domingo, 18 de dezembro de 2011

EXPOSIBRAM - Exposição Internacional de Mineração

Durante quatro dias, 26 a 29 de setembro de 2011, aconteceu no Centro de Feiras e Convenções de Minas Gerais - Expominas, em Belo Horizonte, a Exposição Internacional de Mineração e o Congresso Brasileiro de Mineração, considerados um dos mais importantes eventos da mineração no país e no continente sul - americano.
A exposição é realizada bianualmente visando a interação do público - alvo composto por profissionais, técnicos e estudantes, do setor público e privado de todo Brasil e do exterior, tendo como principais setores participantes: indústria, governo e serviços.

O evento ocupou totalmente os pavilhões da Expominas, em Belo Horizonte. Os expositores de diversos países apresentaram para o público as inovações tecnológicas, máquinas, equipamentos, soluções ambientais, softwares e aprimorou conhecimentos sobre a mineração.
Afirmo, categoricamente, que a exposição foi de suma importância para todos que tiveram a oportunidade de visitá-la, pois pudemos obter uma visão ampla e esclarecedora sobre os acontecimentos gerais que envolvem a mineração no Brasil e no exterior.
Os estudantes do Curso Técnico em Mineração, em Miraí, marcaram presença neste evento grandioso e enriquecedor para os horizontes do saber.








quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Pacific Ring of Fire: Cinturão de Fogo ou Anel de Fogo.

Trabalho apresentado pelo aluno Thiago de Meira Rezende ao professor José Ferreira Júnior, da disciplina Geologia Estrutural.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Japão, 11 de março de 2011: um desastre histórico.

Trabalho apresentado pelo aluno Thiago de Meira Rezende ao professor José Ferreira Júnior, da disciplina Geologia Estrutural.

sábado, 8 de outubro de 2011

Bauxita

Trabalho apresentado pelo aluno Thiago de Meira Rezende ao professor Wandick Uchôa, da disciplina Mineralogia e Petrografia.


sábado, 24 de setembro de 2011

Curso Técnico em Miraí é realidade

Atitude. Esta palavra refere-se direta e indiretamente a todas as pessoas que, de alguma forma, lutaram com competência, mediante esforços e, sobretudo, persistência para que o Curso Técnico em Mineração, por meio do Centep, tornasse realidade em nossa pequenina e inesquecível cidade que tem como filho Ilustre o saudoso Cantor e Compositor Ataulfo Alves: Perguntam porque sou triste nos versos que já escrevi, sou triste porque cantando não posso esquecer de ti, Miraí.

O Centro Técnico de Educação Profissional - Centep, já atua na formação de Técnicos no Estado de Minas Gerais desde 2003. Sendo que a aula inaugural em Miraí deu-se no dia 13 de setembro de 2010, na Escola Municipal Dr. Justino Pereira - espaço cedido pela prefeitura para a realização das aulas -, e contou com a presença do prefeito Sérgio Resende, da Secretária Municipal de Educação, Maria do Carmo Trota, dos sócios Marcos Paulo e Jaqueline, da ex-diretora Sabrina cujo cargo, atualmente, é ocupado pela Alessandra do Carmo, além dos funcionários, professores, alunos e demais convidados.
O curso é dividido basicamente em cinco módulos e têm duração de 22 meses. As aulas são realizadas de segunda-feira à quinta-feira no horário de 19:00 hrs às 22:30 hrs.
Curso Técnico em mineração é concretizado por jovens e adultos que estão cursando o Ensino Médio ou que já tenham concluído o mesmo.
Passados alguns meses desde o início das aulas, podemos afirmar, categoricamente, que o curso está ampliando os horizontes do saber e, dessa forma, enriquecendo o conhecimento de todos os alunos que estão participando assiduamente deste processo de ensino-aprendizagem e, além da importantíssima capacitação profissional que o curso nos oferece, o mesmo tem por objetivo preparar o aluno para o mercado de trabalho de uma forma simples e prática.
Informações estão disponíveis no site: http://www.portalcentep.com.br/ ou pelo telefone: ( 32 ) 3426 - 1025.

Mineralogia: rochas, minerais, casa, diversidade, desenvolvimento econômico e do progresso material da sociedade moderna.

Análise da imagem da casa, ressaltando os elementos que a compõem, tendo em vista os itens utilizados na construção e, em seguida, relatar os minerais presentes em cada elemento construtivo.

Argila.

Argila.

Ligas de Zinco - Níquel - Cobre.

Amianto e Petróleo.


Petróleo e Cobre.


Talco, Calcário, Caulim, Titânio e Óxidos Metálicos.

Alumínio, Tungstênio e Quartzo.

Alumínio.

Argila.


Cobre e Ferro.


Liga de Cobre e Zinco, Talco e Agalmatolito.

Metálico - Cobre e Ferro / PVC - Petróleo e Calcita.

Calcário, Caulim, Feldspato e Talco.

Manganês, Ferro, Alumínio, Níquel e Nióbio.

Petróleo, Ferro, Manganês, Alumínio e Gás Natural.

Calcário, Caulim, Feldspato e Talco.

Alumínio, Cobre, Ferro, Níquel e Petróleo.


Alumínio, Ferro, Cobre e Estanho.


Importância dos minerais para a...


Podemos afirmar, categoricamente, que os minerais têm uma expressiva importância na vida cotidiana da humanidade. Os mesmos estão espalhados por todas as partes, nos mínimos detalhes, em grandes ou pequenas proporções, conforme a sua utilização.  Alguns dos inúmeros minerais que podemos mencionar são: cobre, zinco, ferro, chumbo, alumínio, ouro, prata, platina, dentre outros.                                                         Devido a sua imensa representatividade perante as diversas civilizações, nenhuma destas podem se dá ao luxo de limitar ou ignorar o uso desses bens minerais, tendo em vista a qualidade de vida que eles podem nos proporcionar, uma vez que são necessidades básicas do ser humano e, consequentemente, para o desenvolvimento social e econômico de uma nação.
Uma das conquistas que podemos destacar é o carro que é um meio de transporte essencial para a civilização moderna, cujos recursos minerais utilizados em sua fabricação são: alumínio, cobre, níquel, petróleo, ferro, dentre outros. Misturando os diversos minerais presentes em variadas rochas espalhadas pela crosta terrestre, conseguimos formar muitos outros materiais, dando origem então aos milhares de instrumentos desenvolvidos pelo ser humano para exercer as mais diferentes funções e, com isso, contribuindo intensamente para a qualidade de vida almejada pela humanidade e à sua própria sobrevivência.

Outro exemplo que podemos relatar é a construção civil. Esta representa uma imensa diversidade em sua composição, pois necessita de materiais distintos para sua concretização, tanto na parte física quanto na decorativa. E, através dos recursos minerais, podemos obter: cimento, contrapiso, janela, caixa d’água, vaso de planta, vaso sanitário, pia, computador, televisão, fogão, geladeira, gesso, energia elétrica, janela, telha, tijolo, piso, azulejo, ferragens, lâmpada, pintura, dentre outros itens essenciais para o crescimento econômico de um país.  Sendo assim, é de suma importância ressaltar que os minerais fornecem para a sociedade diversas substâncias que devem ser obrigatoriamente consideradas pela mesma como um bem primordial e fundamental de primeira grandeza ou necessidade para as partes envolvidas mediante o processo.
Contudo, de acordo com os fatos relatados acima, em poucas palavras, mas de uma forma objetiva e direta, somos levados a acreditar, que a mineração representa um dos pilares do desenvolvimento econômico e do progresso material da sociedade moderna, pois os minerais possuem uma valiosa riqueza em sua composição que disponibilizam para toda uma sociedade requisitos básicos  e de suma importância para as partes que queiram fazer o uso desses bens minerais que são fornecidos mediante a  diversas e distintas rochas espalhadas pela crosta terrestre.

Compartilhar

Envie esta página a um amigo!